Conteúdo / Saiba porque a tipografia é parte fundamental no design da sua marca
1 de março de 2018
Saiba porque a tipografia é parte fundamental no design da sua marca

Para leigos, os termos “tipografia” e “fonte” significam a mesma coisa. Na verdade, ambos são frequentemente usados pelas pessoas de forma intercambiável. Porém, do ponto de vista do design gráfico há uma diferença entre fontes e tipografia.

Em um mercado globalizado e cada vez mais competitivo, o impacto visual da marca é necessário para estabelecer sua posição. É aí que a tipografia entra em jogo. Seu logotipo pode ser sofisticado, mas as fontes ajudam a marca a divulgar seu conteúdo de uma forma que passe sua mensagem.

Um dos desafios mais difíceis (e muitas vezes complicados) para os designers é escolher uma fonte que não seja apenas relevante, mas também atemporal e versátil para ser aplicada em todas as plataformas.

Agora, se você está pensando que tipografia se trata apenas em escolher a fonte mais bonita, está totalmente enganado.

É muito mais do que isso.

Então, o que é exatamente?

Tipografia, na nomenclatura correta, é a impressão dos tipos, mas isso requer um artigo especial sobre a história da impressão, o que tornaria o artigo muito grande e complexo, que não vem ao caso nesse momento.

Em palavras simples, o objetivo principal da tipografia é dar ordem estrutural e forma à comunicação escrita.

Você pode imaginar ler um jornal, visitar um site, executar um software ou assistir a um programa de TV sem texto ou com uma combinação horrível de fontes?

Acho que não.

A tipografia vai muito além da escolha da fonte e inclui cada componente possível que pode afetar o design gráfico, como:

·     Escolha do tipo de letra;

·     Paleta de cores;

·     Tamanho do ponto;

·     Comprimento da linha;

·     Integração de design e layout entre outros.

Uma boa tipografia ajuda os leitores a se concentrar no conteúdo, não na formatação.

Veja o exemplo acima. Qual deles você continuaria lendo?

Imagino que sua resposta seja o artigo da esquerda. Ele é simples e confortável de ler. O outro artigo contém muitas cores misturadas e estilo de fonte duvidoso.

Mas, e a fonte?

Se você é novo no design pode se assustar com os termos gregos e hebraicos das fontes.

O que é Helvetica?

Qual é a diferença entre sans serif e serif?

E a lista continua.

O que você tem que ter em mente é que o tipo de letra e a fonte são coisas diferentes, embora estejam intimamente associadas.

Enquanto o tipo de letra é um agrupamento de fontes com características semelhantes, uma fonte refere-se a um membro da família individual desse tipo de letra. Se Helvetica é o nome do tipo de letra, Helvetica Neue Std é a fonte. Uma fonte pode ter um peso diferente em relação aos outros, como você vê na imagem abaixo.

Usei o exemplo da Helvetica por ela ser a “preferida” dos designers.

Simples e ao mesmo tempo elegante, ela foi a escolha perfeita para o projeto da Russo Advogados realizado pelo Estúdio La.Bomba.

A Helvetica tem bons pesos para ser uma fonte de leitura “corrida” e ao mesmo tempo pode ser utilizada como fonte de chamadas e títulos mais impactantes. Seu ponto mais forte é a neutralidade: cumpre a função, não rouba a cena e ainda tem um desenho considerado “perfeito” por estudiosos do assunto.

As cores e o espaçamento

Outros fatores fundamentais para a criação da tipografia são a escolha das cores e o espaçamento entre as letras.

Eles precisam passar a mensagem correta para o público-alvo. Para chegar no melhor resultado experimente a psicologia das cores e faça testes com diferentes espaçamentos.

No projeto da ERG Life feito pelo Estúdio La.Bomba, o redesign da marca foi pensado para melhorar o problema de dicção do nome da empresa: no logo antigo, muitos liam ERG Life diretamente, mas por se tratar de uma sigla, a estratégia encontrada foi diferenciar a mesma família tipográfica em pesos diferentes para que pudessem ler de forma pausada, além de pontos separando cada letra, deixando claro que ERG é, na verdade, uma sigla e não uma palavra abstrata.

A tipografia como meio

A tipografia ajuda a marca a comunicar o tom de voz, idade, gênero e emoção – é a chave para atrair o público.

Uma escolha apropriada do tamanho e da cor de uma fonte evita que seu conteúdo fique desordenado e fora de foco. Embora seja aparentemente trivial, dar a tipografia um peso maior também reflete o tamanho do profissionalismo de sua marca.

Bruno Meira

Formado em Design Gráfico com ênfase em Tipografia, atuo na área de criação do Estúdio La.Bomba e em paralelo, carrego um projeto pessoal de lettering. Skatista desde 2009, aprendi com o skate que a persistência é a chave para o sucesso em todos os obstáculos que a vida nos impõe.

Siga meu instagram profissional e acompanhe minha evolução diária em design gráfico e lettering, clicando aqui!

Compartilhar